Hambúrgueres do futuro: Entregamos a nossa saúde para o lucro dos sistemas de consumo | Ecoativismo

Passei em frente a uma franquia de uma gigante do fast food e lá estava escrito no vidro da loja, em letras garrafais: 2 lanches por 15 reais. E a fila era gigantesca.

Estava indo embora quando decidi ver o preço do lanche com hambúrguer à base de plantas. Precisa desembolsar 26 reais para parecer mais saudável.

Ser mais saudável parece coisa de privilegiado. E ser mais saudável com 2010 mg de sódio por lanche é coisa de gente enganada. E como a gente gosta de se enganar, não é mesmo?

A Organização Mundial da Saúde diz que a recomendação de consumo de sódio por dia é de no máximo 2000 mg. Com apenas um lanche dos mais “saudáveis” da lanchonete você extrapolou o limite de sódio do dia todo.

Que chatice apontar o dedo no sal da comida das brasileiras, que não por acaso é o país onde 84 pessoas morrem a cada hora por doenças associadas à hipertensão arterial. E daí que um em cada quatro adultos sofrem com a condição?

Eu fico abismado com a irresponsabilidade de quem aprova um cardápio desses associado a uma propaganda verde que induz milhares de pessoas a acreditarem que está tudo bem, é mais saudável.

Certamente você não vai comer apenas aquele lanche no dia. É muito provável que você conheça alguém na família com hipertensão. E com certeza você não olha a tabela nutricional todas as vezes antes de comer algo na rua.

A gente entrega a nossa saúde de bandeja para que os sistemas de consumo lucrem com as nossas vidas. Mas não é só isso, além de financiarmos nossa própria morte, pagamos para a continuidade de outras injustiças.

Quem faz o hambúrguer vegetal é a mesma empresa que faz o hambúrguer de carne bovina da rede. É a maior do mundo, produzindo 232 mil toneladas de hambúrgueres de animais por ano.

A empresa já foi condenada pela Justiça do Trabalho e denunciada por comprar gado de desmatadores em área campeã de focos de incêndio na Amazônia.

E tem vegetarianos celebrando mais essa conquista. Parece que a disposição em salvar a Amazônia e os animais perdeu para o paladar, novamente.

Ah, o lanche com hambúrguer bovino descrito no primeiro parágrafo tem 1170 mg de sódio. Bem menos que a opção vegetal da rede. O vegetarianismo progride.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s